Connection Beirut na Coluna Beleza traz uma entrevista especial com o renomado dermatologista brasileiro Dr. Otávio Macedo,  que é membro fundador da Sociedade Brasileira de Medicina e Cirurgia a Laser. Dr. Macedo já concedeu diversas entrevistas a programas de renome do Brasil tais como o Programa Bem estar da Rede Globo, programa com apresentadora Marília Gabriela entre outros. Em visita ao Líbano, ele recebeu Connection Beirut para esclarecer sobre a busca da juventude das mulheres, exposição ao sol durante o verão e cuidados a serem tomados durante esse período do ano.

Connection Beirut – As mulheres libanesas são conhecidas pela vaidade e pelo uso constante de maquiagens, que aliás são sem dúvida alguma, um grande aliado da beleza feminina e uma dúvida constante é quanto ao uso prolongado e frequente de maquiagens. Quais as consequências desse uso excessivo?

 

As principais consequências são o desenvolvimento de poros dilatados, cravos, espinhas em pessoas predispostas e  o desenvolvimento de alergias.

Apesar do avanço dos produtos de maquiagem e suas composições, sendo cada vez menos prejudiciais, é aconselhável ter cautela, pois a maquiagem obstrui os poros e a pele precisa “respirar” de vez em quando. Assim, é muito importante sempre remover todo resquício de maquiagem antes de dormir e hidratar a pele. Além disso a exposição constante a substâncias químicas aumenta o risco de desenvolver uma alergia, principalmente se a barreira da sua pele estiver danificada, por isso manter a pele hidratada é um aliado para quem faz uso constante de maquiagem.

O ideal também é não usar rímel à prova d’água, pois sua remoção é muito difícil e muitas vezes deixa-se resquícios e assim os cílios não conseguem crescer como deveriam. Além disso, o trauma constante para removê-lo pode danificar os cílios e, por causa, disso, aumentar sua queda. Em caso de rarefação dos cílios existe uma medicação tópica a base de bimatoprosta, mas somente com receita médica.

Connection Beirut – Moramos no Líbano, e agora com a aproximação do início do verão teremos um aumento considerável da temperatura, assim como maior exposição ao sol, e por consequência o aumento da oleosidade da pele. Como podemos diminuir esse efeito da oleosidade? O que pode provocar a exposição excessiva ao sol?

 

Para reduzir a oleosidade da pele o primeiro cuidado é evitar água muito quente, que remove a oleosidade natural da pele e incentiva o organismo a produzir mais sebo. Usar sempre água morna ou fresca. Use sabonete específicos para pele oleosa e lave 2x/dia (manhã e noite), no máximo 3x/dia, para evitar o efeito rebote de aumento da oleosidade. Se a pele for muito oleosa, pode-se usar tônicos adstringentes que contenham por exemplo, ácido salicílico em sua fórmula. Escolher protetores solares com FPS mínimo 30 e que sejam “oil free”, que em geral vêm em forma de gel, gel creme ou fluido e com substâncias que ajudam no controle da oleosidade.  Maquiagem pode ser usada, e se possível, procure produtos específicos para pele oleosa, ou que tenham “efeito mate”, que dá aspecto mais seco. À noite, com orientação de um dermatologista, pode-se associar ácido retinóico que além de reduzir a oleosidade, estimulam a produção de colágeno e previnem o envelhecimento e rugas finas. Os efeitos da radiação ultravioleta sobre a pele podem ser  agudos (vermelhidão ou queimadura, elevação da temperatura da pele, espessamento da pele, bronzeamento e produção de vitamina D) e crônicos, que ocorreriam pela exposição cumulativa ao sol  (fotoenvelhecimento, com manchas e rugas,  e o câncer da pele).

Os dados epidemiológicos mostram elevada incidência do câncer da pele na população, sendo o mais frequente de todos os tipos de câncer do corpo humano, correspondendo a  cerca de 25% dos cânceres do corpo humano.

O câncer da pele não melanoma, apesar de sua baixa letalidade, produz significativas deformações estéticas e alterações funcionais. O melanoma cutâneo é bem menos comum, mas mais grave, se espalhando rapidamente para outros órgãos, com elevada taxa de mortalidade.

A luz visível e a radiação infravermelha também exercem efeitos sobre a pele, com piora das manchas. Pessoas com predisposição ao melasma ( manchas marrons acastanhadas causadas por hormônios, pílulas ou gravidez) devem redobrar o uso do bloqueador solar optando por produtos com alto FPS ( fator proteção solar) e de preferência  com cor.

Connection Beirut- As mulheres buscam ao máximo a eternização da juventude, em nada diferenciando as mulheres do Oriente Médio das mulheres brasileiras, contudo infelizmente, o envelhecimento da pele como manchas escuras, rugas ao passar dos anos tornam-se inevitáveis. Quais as técnicas recentes para prevenir o envelhecimento e tratar das manchas indesejáveis ?

 

Prevenção e tratamento precoce realmente é o segredo. O paciente precisa ser avaliado de forma global, com o tempo reduzimos a produção de colágeno,  pele fica mais fina, menos elástica, as manchas aparecem por dano cumulativo do sol, as rugas de expressão surgem pela contração excessiva e cumulativa da musculatura da mímica facial,  há reabsorção de gordura e de osso, com alteração do contorno facial.

Assim é aconselhável indicar aplicação de   toxina botulínica  (“botox”) quando você percebe rugas de expressão no repouso sendo uma forma  preventiva dessas rugas não se tornarem mais acentuadas no futuro.

Manter os contornos da face, que demonstra juventude, pode ser muito mais simples e natural se iniciado precocemente com preenchedores ou bioestimuladores.

Infelizmente nossa capacidade de produzir colágeno também reduz com o tempo a partir dos 20, e mais drasticamente após a menopausa. Então, estimular a produção do seu colágeno todo ano, com cremes e através de procedimentos em consultório, como lasers, radiofrequência, peelings, microagulhamento ( Voluderm ® ), pode fazer muita diferença no futuro!!

Para tratamento da flacidez e “queda do contorno facial” precisamos atingir a fáscia muscular, o que só pode ser feito com ultrassom microfocado (Ulhtera®). É aconselhável fazer uma sessão todo ano, quando a flacidez e “queda facial “começa a incomodar, o que geralmente ocorre por volta dos 40 anos. Para flacidez de pálpebras temos excelentes resultados com Thermage ®. Dessa forma, podemos postergar muito a necessidade de LIFTING cirúrgico facial.

Não menos importante: dieta saudável, atividade física moderada e regular, menos álcool, não fumar, relacionamento afetivo –amoroso equilibrado assim como  proteção solar diária  têm papel enorme e fundamental!

Para manchas, além do uso de cremes clareadores como ácido glicólico, hidroquinona, alfa arbutin, tretinoina, ácido kójico, as tecnologias são grandes aliadas.

 

Connection Beirut- O uso do Botox e do preenchimento labial e facial são as técnicas mais utilizadas pelas libanesas para dar um aspecto mais jovial ao rosto, contudo percebe-se muitas vezes o exagero da técnica. Qual seria a perfeição e o bom senso a ser alcançado para evitar o indesejável efeito contrário?

 

O segredo é fazer com um profissional  treinado, experiente, com bom senso.  Muitas vezes “Less is more”, o menos é mais; e exageros precisam ser evitados. O objetivo é parecer mais jovem, de forma natural.  Botox e preenchimento facial e labial são excelentes tratamentos quando realizados por profissional habilitado. Quanto mais cedo se inicia, mais fácil é manter o aspecto natural, pois vamos restaurando aos poucos o que foi sendo perdido gradativamente.

No preenchimento labial é preciso respeitar a proporção do lábio superior e inferior, e ter bom senso para não exagerar! O aspecto mais harmônico dos lábios segue uma proporção de 1 para 2, isto é, o lábio superior deve  apoiar  sobre o inferior e deve ter a metade do volume  do inferior.

Quanto ao rosto  como um todo, o dermatologista tem a função de um escultor repondo volumes onde se perdeu estrutura harmonizando naturalmente.

 

Maiores informações :

Dr. Otávio Macedo

Site: www.derme.com.br

Facebook: clinicaotaviomacedo

Instagram : clinicaotaviomacedo

 

Por Viviane Carvalho

This post is also available in: enEnglish (Inglês)