Desde o início dos tempos, as joias representaram o poder e a riqueza de um povo. Os egípcios já cobiçavam e demonstravam seus tesouros dados, recheados com suas joias preciosas como um símbolo de status quanto de riqueza.

Com o passar do tempo, as joias ganharam muito mais representatividade social e acabaram se tornando um dos artigos de luxo mais cobiçados do mundo.

E assim foram surgindo inúmeros artesãos e joalherias que fabricam peças desde as mais simples até as mais valiosas, tentando agradar todos os gostos e bolsos.

E no Líbano, uma das joalherias da comunidade libanesa-brasileira em destaque, e que vem conquistando o gosto libanês é a joalheria do gemólogo Elie Nakrour.

img_3347

 

Elie já vem de uma família de ourives de mais de 250 anos de história no Líbano. Ele morou em Boston nos EUA (1977), onde iniciou seus estudos na área de gemologia. Elie foi ao Brasil em 1980 com vistas de complementar seu estudo em pedras preciosas.

img_3332

Elie Nakrour ao lado das fotos de seu avô Anis Hanna Nakrour e bisavô Hanna Ibrahim El Sayegh ( Sayegh que significa ourives em árabe)

 

Ele concluiu o curso de Gemologia no Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM) e lá permaneceu por 4 anos, montou seu negócio em plena Rua Augusta em São Paulo, e era bem conhecido por vender joias orientais.

No Brasil, ele aprendeu a falar o português e se casou com a brasileira Mabel Nakrour, e juntos tiveram 2 filhas, Helena e Emilie, onde vivem no Líbano desde 1990.

img_3358

 

O sucesso no Brasil pode ser conferido por meio de artistas e gente famosa que compravam as joias de Elie Nakrour. Personalidades como a Miss Brasil -1979- Marta Jussara da Costa e a famosa apresentadora de televisão Hebe Camargo eram clientes assíduas da loja paulista. Infelizmente sofreu um assalto em São Paulo, que o motivou a voltar a sair de solo brasileiro, indo morar uma temporada na Arábia Saudita.

O gemólogo e proprietário da joalheria Nakrour em Jounieh, Elie Nakrour, enaltece o mercado de joias libanês e sua trajetória de sucesso não se resume apenas ao Líbano: ele conquistou clientes fiéis no Brasil quando teve sua joalheria em São Paulo e continua conquistando clientes do Golfo também.

img_3354 img_3341

 

Inaugurada em 1993, na famosa cidade balneária de Jounieh no Líbano, Elie Nakrour dispõe de coleções que têm desde peças clássicas a peças contemporâneas, atendendo a todas as idades, gostos e bolsos. E esse é um dos grandes diferenciais do gemólogo: ousado, ele atinge diferentes públicos. Jovens adultos, elegantes senhoras, e já fez peças para crianças, grava o nome em árabe, assim como já teve a terceira maior esmeralda lapidada no mundo, avaliada em 1,5 milhão de dólares, vinda diretamente da Colômbia.

img_3345 img_3357 img_3325 img_3323

 

 

Elie Nakrour surpreende pela qualidade e bom gosto. Além da beleza e da sofisticação, as joias vendidas por Elie Nakrour têm a garantia de serem vendidas por alguém que se dedica inteiramente ao seu talento e coloca em seu trabalho 23 anos de experiência. Nakrour, como suas peças, brilha no Líbano.

Por Viviane Carvalho

Maiores informações:

Nakroour Jewelry

Kesserwan-Jounieh

telefone: 09637030 e 03698769.

 

This post is also available in: enEnglish (Inglês)