O Vale do Bekaa é uma região que se estende pelo leste do Líbano de norte a sul ocupando uma vasta área do país fenício. O Vale do Bekaa fica aproximadamente a 30Km ao leste da costa do Mediterrâneo entre o Monte Líbano e o Monte Anti-Líbano.

Antes do mandato francês, a região do Vale do Bekaa pertencia a Grande Síria até então ainda sob o mandato otomano, a partir do fim do século 19, moradores dessa região começaram a imigrar para o Brasil com um sonho e muitas esperanças de melhoria de vida.

13115769_10154083621138529_1689064072_n

Vista de Sultan Yacoub, Vale do Bekaa

Os primeiros imigrantes libaneses que chegaram ao Brasil foram cristãos, maronitas em grande maioria, porém com o decorrer dos anos, a partir dos meados do século XX, libaneses muçulmanos começaram a seguir seus amigos maronitas até o Brasil, formando em território brasileiro a maior colônia libanesa fora do Líbano. Hoje em dia a estimativa é de que existem em solo brasileiro cerca de 7 milhões de libaneses e descendentes, espalhados pelos quatro cantos do Brasil.

Muitos libaneses começaram a trabalhar como mascates, e com a arte do comércio que corre nas veias, conseguiram de porta em porta conquistar a confiança do brasileiro. Mudanças ocorreram no Líbano devido a massa imigração ao Brasil, casas foram construídas, outros construíram até palacetes, mudando drasticamente paisagens do Vale do Bekaa, que por muito tempo era uma região sem muitas condições financeiras.

A região de Baalbeck e Zahlé sofreram mudanças positivas com o dinheiro de imigrantes libaneses no Brasil, porém as mudanças mais drásticas aconteceram na região do distrito do Bekaa Ocidental, onde as paisagens dos vilarejos foram enfeitadas com casas de luxo que podem ser nitidamente vistas, principalmente nas regiões de Sultan Yacoub, Ghazé, Lala, entre outros vilarejos.

As mudanças não foram só do lado financeiro, mas também do lado cultural, onde a cultura foi trazida nas malas dos imigrantes que retornaram à terra natal. O português é falado pelos libaneses que retornaram ao Líbano, assim como pelos brasileiros que habitam as terras fenícias.

574610_10151191133528529_1368267800_n-2A maior concentração de brasileiros no Líbano é no Vale do Bekaa, consequentemente, o português é mais falado no Vale do que em qualquer outro lugar do Líbano. Em regiões como Sultan Yacoub, o português é facilmente escutado por todos os cantos da cidade, mesmo crianças que nasceram no Líbano na região de Sultan Yacoub, falam português fluentemente sem mesmo ter visitado o Brasil, e assim podemos observar a força da cultura brasileira na região do Bekaa.

A culinária brasileira também se espalhou com força pelo Vale do Bekaa, ganhando o gosto dos libaneses. Pastel, coxinha, empada, guaraná, água de coco são coisas comuns no Vale do Bekaa, até mesmo entre libaneses que nunca foram ao Brasil. Produtos brasileiros são encontrados facilmente em supermercados do Vale, principalmente no distrito do Bekaa Ocidental, onde se encontra a maior comunidade brasileira do Vale do Bekaa e do Líbano.

385225_10151411051563529_533498927_n-2

Mansão no Vale do Bekaa

O Vale do Bekka é a região que mais se beneficiou com a imigração ao Brasil, esses benefícios são múltiplos, como arquitetônicos, financeiros, culturais entre outros. O Brasil literalmente redesenhou a realidade desse simpático vale com uma história de milênios de civilização.

Por Ibrahim Smidi

BlogdoIbra

This post is also available in: enEnglish (Inglês)