Um Santuário que acolhe todos os dias peregrinos de todas as religiões.
 
Sim, Harissa é um importante lugar de peregrinação do Oriente Médio, localizado na cidade de Jounieh, Líbano – cidade de predominância cristã- para a surpresa de muitos ocidentais, mas que recebe diariamente pessoas de todas as religiões.
 
harissa-estatua-2

Dalila Barakat visitando a Harissa


A mulher- a começar por Maria, mãe de Jesus – sempre foi muito respeitada e venerada por todas as religiões presentes no Líbano, inclusive, pelos muçulmanos que têm em seu maior versículo, Al Baakara, citações da santíssima virgem.

 
Não é à toa, então, que o país abriga tantos santuários marianos, bem conservados e dignos de nossa visita.
 
Um deles, o principal e o mais conhecido, é a Harissa- também chamada de Nossa Senhora do Líbano ou Notre Dame du Liban- que se encontra a 650 metros de altura sobre o nível do mar e a 20 km de distância de Beirute. Você pode chegar até lá de carro, subindo uma íngreme montanha, ou por teleférico.

harissa-jounieh-teleferico-1

Teleférico

Muita gente tem medo do teleférico por achar que é antigo e sem conservação, eu fui em setembro de 2014 e estava tranquilo, super seguro, juro! Recomendo, a vista lá de cima é de cair o queixo. Além disso, você pode aproveitar a subida para fazer uma viagem espiritual, para dentro de si.

 
No século IV, enquanto o Imperador Teodósio viajava de Constantinopla para estas terras, foi surpreendido por uma tempestade no mar. Um membro da tripulação, cristão, começou a rezar e apareceu de repente na frente deles uma grande luz que o homem indicou como Nossa Senhora da Luz. O Imperador afirmou que se salvasse dedicaria um mosteiro, que até hoje surge ao lado desta montanha de frente para o mar. E, então, no cume, em 1908, foi construído pelo arquiteto francês Gio, o santuário que tem 64 m de circunferência na base e 12m no topo. A estátua de bronze pintada de branco pesa 15 toneladas. 
 
DCIM100GOPROGOPR1133.

entrada da Capela

Dentro da base da estátua, há uma pequena capela onde os fiéis podem orar, que conforme o historiador Roberto Khatlab, a capela chama-se “ Mae da Luz” ( Om en- Nur), possui uma estátua de 1,75 cm de altura, esculpida em madeira de Cedro do Líbano . Existe ainda no lugar, bem ao lado da estátua, uma catedral maronita moderna, a Basílica de Nossa Senhora do Líbano, construída de concreto e vidro, com 115 m de comprimento por 62 metros de largura, que em seu interior pode-se ter uma visão da Harissa com capacidade para 3500 pessoas.

Uma curiosidade: em 10 de maio de 1997, o papa João Paulo II visitou a Harissa.
Ainda que você não siga nenhuma religião, visitar o lugar vale a pena para admirar a deslumbrante vista do Mediterrâneo, das cidades de Jounieh, Beirute e demais cidades costeiras. 
 harissa-jounieh-vista-1

harissa-jounieh-vista-3

Vista da baia de Jounieh

Nesse post eu aprofundo um pouco mais sobre a cultura e a mulher libanesa e, nele, tem uma interessante imagem cujo autor desconheço mas que mostra Maria, no cume da colina, visível a quilômetros e orientada com os braços semi abertos na direção do mar, dizendo aos seus habitantes: vão, atravessem os mares, e ao chegar no Brasil, meu filho estará esperando vocês de braços abertos. 🙂 Veja aqui: www.mileumaviagens.com.br/libano-o-pais-e-o-seu-povo
 

harissa-muculmanas

Muçulmanas visitando a Harissa

Há ainda um outro templo mariano, menos conhecido, mas que eu gosto muito e gostaria de apresentar para vocês. É a Lady of Bekaa.
 
O Vale do Bekaa é de onde saiu grande parte dos imigrantes que  vieram ao Brasil, como meus pais, por exemplo e sua capital é Zahlé.
 
Essa cidade, além de ser um importante polo comercial e de abrigar as maiores vinícolas do país, recebe também a Nossa Senhora de Zahle e do Bekaa.
 
Em 1958, o Bishop Euthym, um homem de grande devoção a Nossa Senhora, decidiu construir um santuário em homenagem à Virgem Maria, no topo de uma colina com vista para Zahle e quase todo o Vale do Bekaa.
 
Uma estátua de 10m de altura, feita também de bronze, obra do artista italiano Pierroti, repousa sobre uma torre de 54m, coroando a maior colina da cidade. Conforme Roberto Khatlab, em seu livro : “Líbano, um oásis em pleno Oriente Médio”, a estátua de Nossa Senhora, juntamente com o menino Jesus em seu no colo, o qual segura um galho de trigo, representando a Eucaristia e um cacho de uva, simbolizando as colheitas do Vale do Bekaa. Um elevador leva os peregrinos e turistas até uma plataforma de observação com vista para a cidade de telhados vermelhos e oferece uma incrível vista panorâmica do vale. Mas se o elevador estiver desativado por alguma razão, você pode subir as escadas, como eu fiz, que não mata ninguém! E vale muuuito a pena.
 
A base da torre, assim como a outra, abriga uma pequena capela que acomoda cerca de 100 pessoas.
 
Tanto Zahlé como Jounieh e tantas outras cidades bíblicas, históricas e de incríveis paisagens possuem incríveis hotéis e restaurantes de primeira linha. Acesse o blog Mil e Uma Viagens para mais dicas turísticas, gastronômicas e culturais tanto do Oriente Médio como do Brasil e mundo afora.
 
 
 

IMG_7176

Cedro do Líbano em frente à Harissa

 

 

 
Texto e Fotos: Dalila Barakat

This post is also available in: enEnglish (Inglês)