Connection Beirute orgulha-se de destacar o grande trabalho de algumas personalidades e suas contribuições para a sociedade. É por isso que no nosso especial Monte Líbano Zeina Daccache não poderia estar fora.

Você provavelmente deve conhecê-la como “Izo” depois de 15 anos na tv com “basmati watan”, um programa de sátira política no canal LBC.

Zeina Daccache tem Bacharelado em estudos de teatro e mestrado em psicologia clínica, ela também é uma terapeuta de Drama registrada pela associação norte-americana de terapia Drama – NADTA, EUA.

A atriz acredita nos poderes de cura da terapia através do teatro, e assim, ela fundou o “Catharsis –Centro Libanês de Drama Terapia”. O primeiro do tipo no Líbano

Além disso, ela executa funções diretora teatral  e cineasta de documentários em diferentes contextos. Zeina recebeu prêmios por diversas vezes em reconhecimento de suas iniciativas e serviços destinados a sociedade.

 

unnamed-1

O centro de terapia do drama criado por ela promove e oferece ações terapêuticas através do uso de teatro e arte. Os serviços e programas oferecidos abrangem várias configurações sociais, educacionais e terapêuticas, tais como centros de tratamento de abuso de substâncias, instalações de saúde mental, hospitais, escolas, estabelecimentos prisionais, teatros e corporações.

 

unnamed-3

Vale ressaltar também que Zeina tem trabalhado com detentos da prisão Roumieh, aplicando a terapia do drama em um lugar esquecido por muitos. Após os resultados significativos da iniciativa, em maio deste ano, eles realizaram uma peça chamada “Johar, up in the air”. Alguns detentos condenados à e prisão perpetua e outros com doença mental encenaram monólogos contando a história dos “esquecidos atrás das grades”. Ela mencionou que 2 detentos brasileiros, presos por tráfico de drogas, também estavam se apresentando no “Johar”.

O projeto da prisão envolveu mais do que a terapia do drama, a atriz também sugeriu projetos de leis para alcançar mudanças nas condições dos detentos com doenças mentais e condenado a prisão perpétua. Os projetos de lei foram elaborados com o apoio da UE e em colaboração de ministros, que assinaram os projetos de lei e o Ministério da justiça.

 

unnamed-4

Mais atualmente ela também está envolvida em um programa de capacitação para mulheres palestinas e sírias.

Ela se desdobra entre a direção do Chatarsis, uma clínica onde as pessoas vêm para a terapia individual, o programa de prisão e sessões com os refugiados e nos deixa um exemplo de determinação e coragem, uma mulher que está quebrando barreiras e deixando sua marca na sociedade libanesa.

Para obter mais informações sobre a organização, visite: www.catharsislcdt.org

Por Gabrielle Nakhoul

This post is also available in: enEnglish (Inglês)